ATÉ TÚ, OAB?

ATÉ TÚ, OAB?

TEMOS MUITOS PROCESSOS SENDO MALTRATADOS

POR ADVOGADOS, JURISTAS, PROMOTORES E A OAB

CALA-SE. AGORA MANIFESTA-SE PARA DEFENDER

UM ADVOGADO SUSPEITO?

OAB tenta barrar processo

contra advogado no TJ

26/01/2015 – 19:25 – Fonte: Só Notícias/Gazeta Digital

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-MT) tenta barrar, na Justiça, uma ação penal movida pelo Ministério Público Estadual (MPE) que tem o advogado Rodrigo Terra Cyrineu como 1 dos 6 réus. O processo é relativo à Operação Aprendiz que investigou um esquema de fraudes de R$ 1,6 milhão na Câmara Municipal de Cuiabá envolvendo a contratação de serviços gráficos na gestão do então presidente João Emanuel Moreira Lima (PSD), que teve o mandato cassado em abril de 2014. O habeas corpus que tenta trancar em definitivo a ação contra o advogado tramita no Tribunal de Justiça de Mato Grosso desde dezembro e está prestes a ser julgado.

O habeas corpus, distribuído no dia 17 de novembro de 2014, tramita na 3ª Câmara Criminal do TJ e tem como relator o desembargador Juvenal Pereira da Silva. A peça é assinada pelo presidente da OAB, Maurício Aude, e pelo secretário-geral instituição, Ulisses Rabaneda em favor de Rodrigo Cyrineu. A expectativa é que haja uma decisão o mais rápido possível, uma vez que o processo principal já teve as audiências de instrução marcadas e a primeira delas ocorre nesta quarta-feira (28).

Contudo, a última movimentação processual mostra que o habeas corpus não foi incluído na pauta de julgamento do dia 21 deste mês (última quarta-feira) em virtude de não obedecer ao previsto no parágrafo 1º, do artigo 134, do Regimento Interno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Denunciado pelo MPE sob acusação de crimes de peculato e formação de quadrilha, Rodrigo Cyrineu, que à época dos fatos era procurador jurídico da Câmara de Cuiabá, disse que recebeu com perplexidade a notícia sobre a denúncia protocolada no Judiciário em 24 de abril de 2014. Ele é acusado de integrar uma quadrilha, chefiada, segundo o Ministério Público, pelo vereador cassado João Emanuel. O advogado disse, à época da denúncia, que estava sendo processado apenas por ter exercido combativamente sua profissão de advogado junto à gestão do então vereador João Emanuel, que presidia a Casa de Leis em 2013.

No pedido de habeas corpus, a Ordem dos Advogados pleiteia liminar para suspender o processo em relação ao advogado Cyrineu e, ao final, o trancamento em definitivo da ação penal que tramita na 7ª Vara Criminal que antigamente era chamada de Vara Vara Especializada Contra o Crime Organizado, Ordem Tributária e Econômica e Administração Pública da Capital.

http://www.sonoticias.com.br/noticia/geral/oab-tenta-barrar-processo-contra-advogado-no-tj

Anúncios

MAIS UMA EXCELENTE OPINIÃO

Tratamentos diferentes.

Seres humanos diferentes?

19/01/2015 – 15:26

Fonte: Waldemiro Szenezuk Pinto de Arruda

Enquanto muitos discutem sobre a necessidade de intervenção da Polícia Federal nos negócios de pessoas consideradas pioneiras, empreendedoras e de grande valor para a sociedade regional, muitos outros casos são tratados de forma parcial. A tratativa de ameaçar e tentar subornar para que as investigações não ocorram já demonstram a real índole dos réus envolvidos. O poder financeiro, conseguido em pouco tempo por meios duvidosos, agora é a principal arma de manipulação da opinião pública.

É certo que os crimes investigados pelo órgão federal contribuíram para o crescimento exponencial que a região apresenta. Contudo, os direitos humanos, mas principalmente o da integridade humana deve ser preservado, conforme dita a constituição. Devem ser sobrepostos sobre os interesses individuais. Não obstante, o interesse coletivo também não deve ser atendido através de meios ilegais.

Se a investigação levar a uma crise financeira na região, conforme pregam os “barões” do agronegócio, chegaremos a conclusão que a fartura de recursos foi construída sobre pilares manchados de sangue e medo. A ética e a honestidade deve prevalecer sobre qualquer forma de benefícios particulares ou públicos. Construir jardins babilônicos sobre pântanos repletos de mentira pode trazer uma sensação de prosperidade, mas que afundará a longo prazo. As bases devem ser sólidas, para que a parte exposta seja verdadeira e segura.

Manifestar contra a busca pela verdade é estar a favor dos incorretos, dos desonestos. É, em um suprassumo, ser cúmplice. Históricos divulgados como exemplares de famílias envolvidas na Terra Prometida foram colocados em dúvida. Poderia ser objeto de revolta, pois os nomes foram divulgados antes do chamado trânsito em julgado. Mas muitos outros casos são tratados de forma semelhante, pelos poderes locais e regionais.

O meu caso, é somente um dos que apresentam barbaridades jurídicas e de perseguição. No entanto, o volume dessas incoerências, em apenas um processo, é que espanta a todos os advogados, professores de direito, juízes, policiais, delegados e desembargadores que não estão envolvidos diretamente no meu processo. Todas as opiniões imparciais de profissionais consultados foram unânimes, revelando a incredulidade sobre todas as decisões apresentadas.

A minha ex-companheira foi assassinada, em frente ao Paço Municipal de Lucas do Rio Verde e desde a primeira noite fui condenado, sem provas ou indícios. Fui considerado culpado até que seja provado o contrário. Foi aplicado o inverso do que é explicitamente expresso na Constituição Federativa do Brasil. Tudo para que delegado responsável e promotoria na época, sedentos de poder e mídia, pudessem dar uma resposta rápida para a sociedade, em um caso de repercussão.

Sete meses depois, os que mais agiram contra os princípios básicos não estão mais envolvidos. Um saiu da cidade e outro pediu para sair do caso. Ainda nenhum caminho para a investigação, para que eu possa ser inocentado. Ainda estou sem meus filhos. Todas as ações ilegais e sem qualquer traço de ética ainda causam tamanho prejuízo emocional e financeiro.

Além de não receber nenhum auxílio das autoridades locais, ainda pediram para que eu participasse da manifestação contra a Polícia Federal. Escutei que as famílias investigadas estão sendo tratadas como bandidos. Mas e minha, não está?

Só pude ver minhas crianças uma vez nestes sete meses. Todo o processo foi construído com falsidades e suposições. Nenhum fato, nenhuma razão para retirar minha guarda, mesmo que provisória. Atuação fora dos padrões e da ética de uma assistente social, da promotoria, do delegado e do juiz. E ninguém se interessou pelo que foi feito comigo e com a minha família. Por não termos bens incompatíveis com as rendas que possuímos, por não termos tanto dinheiro? Rui Barbosa, já dizia: “De tanto a mentira e a desonestidade imperar, um dia o homem sentirá vergonha de ser honesto”.

As instituições que deveriam me dar apoio, auxílio, me abandonaram. A faculdade privada de Lucas do Rio Verde me despediu sem razão técnica. A prefeitura, mesmo com tantas irregularidades com muitas outras pessoas, me exonerou também sem justificativa plausível nenhuma. Em resumo, pela condenação sumária feita pelos agentes policiais e pela promotoria, utilizando a inércia de um juiz e a falta de compromisso profissional de uma assistente social, perdi os meus empregos, minha honra, meu orgulho. Mas o pior de tudo, corro o risco de perder meus filhos, sem qualquer justificativa.

Os próximos passos são recuperar as crianças e meu emprego público, pela falta de justificativa e legalidade de ambos. Após, processar a todos os envolvidos. O desgaste foi imenso e as responsabilidades devem ser atribuídas, principalmente pelos danos causados aos meus filhos. Todo o prejuízo causado a mim, a meus pais e o restante da família nem sem comparam com a indiferença e com o relapso aos interesses das crianças.

Mas cada um deve cuidar dos seus interesses. A vida de duas crianças e de algumas famílias desprovidas de recursos financeiros não é nada, em comparação com o poderio financeiro e político da região. É mais proveitoso defender os abonados, que dão migalhas e recolhem cifras milionárias, do que igualar as forças, e tentar a real e verdadeira “liberdade, igualdade e fraternidade”, presentes nas divisões de nossa carta magna.

Waldemiro Szenezuk Pinto de Arruda – Lucas do Rio Verde –

http://www.sonoticias.com.br/opiniao-do-leitor/tratamentos-diferentes-seres-humanos-diferentes

OPINIÃO ÓTIMA

“Pára Pedro, Pedro pára”

06/01/2015 – 08:16

Fonte: Domingos Sávio Bruno

“‘ ‘Narciso’ acha feio o que não é espelho.”

Está se comentando bastante nas mídias sociais, que há um excesso de divulgação dos atos iniciais do novo Governo em Mato Grosso. E parece que há mesmo. Muitos sites do estado, tido como dos mais sérios e imparciais, parece se render a essa divulgação em demasia, meio que hipnotizados pela “disposição” da nova equipe, que já de início, chamou para si essa atenção. – “Pára Pedro, Pedro pára. Pára Pedro, Pedro pára. Pedro pára, pára Pedro. Esse Pedro é uma parada…”

Mas é bom também lembrar que é hora de colocar os pingos nos “ís” e começar todo mundo a refletir mais, antes de sair divulgando qualquer notícia sobre os novos atores do CPA mato-grossense, ou vai cair na falta de credibilidade e perda de público. Ou não? Certamente a resposta é um ruidoso e sonoro sim. Por isso, caldo de galinha e cautela não faz mal a ninguém. Pois bem, assim, cautela já! Pois o povo quer ver mais ação e não só fotos em exibições de slides.

Ora, a mídia não pode servir como o “espelho de Narciso”, neste momento e nem nunca. Ela (a mídia) tem que ser séria, livre, verdadeira, imparcial, acessível, coerente e crítica sim. Mas sem nunca exorbitar a ponto de considerar todos os atos de “Narciso”, como a mais perfeita obra de arte… Do contrário também não é nada inteligente.

A mídia tem que ter noção clara do seu dever e obrigação e compromisso com a verdade, com a seriedade das suas matérias, para bem informar o seu público que confia nas informações por ela divulgadas. Ora, nos meios de comunicação, há que ser mostrado, além das boas notícias e boas ações, também as falhas que houver ou que vão acontecer, sem dúvida.

Também a corrupção se houver, não deverá ser poupado o esforço em estampá-la nas suas páginas. Mas sempre priorizando a verdade e a confiabilidade do que se divulga. Pois a mentira e invencionices também são inaceitáveis, e repudiável, pois ela muito batida, pode tomar proporções de verdade e destroçar a imagem e reputação de gente simples e honesta também.

E, até mesmo os excessos de zelo não podem ser perdidos. Pois são tão prejudiciais, quanto os desleixos. Como? Não permitindo a normalidade da dinâmica da máquina administrativa. Mas tudo sempre na medida tolerável… Sem excessos, nem de açúcar ou de pimenta.

Todavia, merece destacar que no Governo passado, também muita coisa se notou que a imprensa fez vistas grossas. A realidade da SEMA-MT foi uma delas, que nenhum meio de comunicação se atreveu a tocar com detalhes e nem de forma superficial… Até parece que não afetava a vida de ninguém. Pois parecia que a vida do homem e empresário rural ou do campo, não reflete nada na vida dos homens urbanos. Enganam-se. Pois o prato de comida, o churrasco de cada dia, os materiais de construções, como a madeira, etc, depende do bom funcionamento do produtor e empreendedores do campo.

E hoje quando se fala do paradeiro do Estado, desemprego, falta de dinheiro para isso ou para aquilo, certamente deve ser lembrado que tudo é reflexo do mau funcionamento da máquina e da SEMA-MT. Mas lembre-se que “”Narciso’ acha feio o que não é espelho.”

Domingos Sávio Bruno é engenheiro Florestal em Mato Grosso

dosaviob@gmail.com

http://www.sonoticias.com.br/opiniao-do-leitor/para-pedro-pedro-para

MAIS UM CASO DE DROGAS

ESSE TIPO DE MANCHETE NEM CHAMA MAIS ATENÇÃO.

ASSALTAR O TRAFICANTE E COMPRAR

ALIMENTOS NINGUÉM FAZ

Homem assalta menor em Lucas e

compra drogas com o dinheiro roubado

Por Redação em 26 de Janeiro de 2015 ás 09:58

Por volta das 21 horas deste domingo, uma adolescente de 16 anos passava pela região do Cemitério Municipal quando foi abordada por um homem. Ele teria ameaçado a moça, exigindo que ela lhe entregasse os pertences.

Amedrontada, a moça entregou o aparelho celular e 70 reais que tinha em seu bolso. Uma testemunha acompanhou a garota e passaram a seguir o suspeito, que entrou em uma casa na última rua do Bairro Primavera.

Vítima e testemunha acionaram a Polícia Militar afirmando que o suspeito estaria no salão de festas da Igreja Rosa Mística. A guarnição da PM chegou ao local e constatou que o rapaz estava fazendo uso de entorpecente no local.

Em uma busca pessoal foram encontrados com o suspeito 20 reais e uma embalagem com uma substancia aparentando ser pasta base de cocaína. Na ocasião a vítima afirmou reconhecer sem dúvida o rapaz como o indivíduo que a assaltou pouco antes na região do Cemitério Municipal.

http://www.leialucas.com.br/noticias/Policia/7145/

INVERSÃO DAS COISAS

MULHERES DE HOJE.

QUEREM QUE O BURRO CONTINUE A PAGAR AS CONTAS.

MAS NÃO ABREM…….CORRIGINDO, ABREM

E ABREM ATÉ DEMAIS.

LUCAS: Homem traído é ameaçado

pela ex-mulher e amante

Publicado Segunda-Feira, 26 de Janeiro de 2015, às 10:05 | CenárioMT

Um rapaz de 25 anos acionou a Polícia Militar de Lucas do Rio Verde para denunciar as ameças da ex-mulher e amante da mesma.

Segundo informações, o fato ocorreu no sábado (24) no bairro Veneza. De acordo com boletim da polícia, a vítima relatou que era casado com a suspeita e teve um filho, este possui um pouco mais de um ano de idade.

Há alguns dias atrás descobriu que a mulher tinha um amante e decidiu separar-se da mesma. Desde o dia em que se separou, o rapaz vem sendo ameaçado constantemente pela ex-mulher e o amante dela.

No sábado a acusada pediu para encontrar-se com a vítima para conversarem sobre a criança. Com medo, o rapaz pediu para a moça ir até sua casa, pois teria seu patrão como testemunha da conversa. Chegando até o local, a acusada ficou completamente violenta e sem se importar com o filho que também estava lá, começou a atirar vários objetos na direção da vítima.

A PM foi acionada e tentaram conversar com a mulher que estava ‘possuída’, a suspeita irredutível afirmou aos policiais que iria matar o rapaz e só sairia de lá presa.

A moça foi presa e levada até a delegacia de polícia.

http://www.cenariomt.com.br/noticia/420806/lucas-homem-traido-e-ameacado-pela-exmulher-e-amante.html

CACHAÇA, FARRA, NEM SEMPRE DÁ CERTO

QUANDO VÃO ENTENDER QUE CACHAÇA,

SOM ALTO E MADRUGADA NÃO COMBINAM?

Rapaz tenta separar briga

e é alvejado com tiro na boca

em Lucas do Rio Verde

Publicado Segunda-Feira, 26 de Janeiro de 2015, às 09:47 | CenárioMT

Um rapaz de 26 anos está internado no hospital regional em Sorriso a espera de cirurgia. A vítima foi atingida por um disparo de arma de fogo que lhe atingiu a boca. O projétil causou um corte na língua e ainda quebrou o maxilar da vítima.

O rapaz estava nas proximidades do Rio Verde, região conhecida por ‘Prainha’ ouvindo som com alguns amigos na madrugada desse domingo, dia 25.

Testemunhas disseram que um amigo da vítima estaria a todo momento em atrito com um homem desconhecido, sendo que o mesmo por várias vezes impediu que ambos entrassem em luta corporal.

Por volta das 04h00 da manhã, o amigo do rapaz atingido entrou em vias de fato com o desconhecido, momento em que a vítima interviu e acabou sendo baleado.

Os amigos imediatamente removeram o baleado para o hospital São Lucas, onde recebeu os primeiros atendimentos médicos.

Investigadores da Policia Civil foram até o hospital para colher informações do ocorrido. A polícia agora trabalha para tentar localizar o autor do disparo.

http://www.cenariomt.com.br/noticia/420807/rapaz-tenta-separar-briga-e-e-alvejado-com-tiro-na-boca-em-lucas-do-rio-verde.html

CASA LAR – NOVO ESCÂNDALO

A CASA LAR DE LUCAS DO RIO VERDE

APRESENTA MAIS UM PROBLEMA.

MENORES DE AMBOS OS SEXOS

SÃO MANTIDOS JUNTOS.

A PRÁTICA É ILEGAL.

A SECRETARIA DE HABITAÇÃO

ESTAVA SABENDO.

O PREFEITO ESTAVA SABENDO.

E AGORA, CARO LEITOR, QUE

VOCÊ ESTÁ SABENDO QUE MENORES

DE AMBOS OS SEXOS SÃO MANTIDOS

JUNTOS, PRECISAMOS FALAR O QUE

ACONTECEU?

NÃO PRECISARÍAMOS,

MAS VAMOS DEIXAR

BEM CLARO.

melhorvida

MENORES MANTENDO

RELAÇÕES SEXUAIS

NO INTERIOR DA CASA LAR.

AGORA SIM, LUCAS DO RIO VERDE,

FAZENDO O MELHOR PELA VIDA.

maustratos

CANSAMOS DE PEDIR PROVIDÊNCIAS

SOBRE OS PROBLEMAS COM CRIANÇAS

POBRES NA CIDADE.