AMEAÇAS AOS VERDADEIROS JUSTICEIROS

NENHUMA SURPRESA.

AMEAÇARAM OS ASSENTADOS.

PROMOTORA PATRÍCIA SAIU DE

LUCAS DO RIO VERDE AMEAÇADA

DELEGADO FLÁVIO FOI TRANSFERIDO

PARA NÃO SER AMEAÇADO.

O JUIZ CÁSSIO FURIM NUNCA FOI AMEAÇADO.

A PROMOTORIA ATUAL NÃO FOI AMEAÇADA.

O DELEGADO MARCELO TORHACS FOI

ATÉ HOMENAGEADO.

ISSO JÁ VEM ACONTECENDO FAZ TEMPO.

O QUARTO PODER SOBRE TODOS OS OUTROS.

O PODER DO DINHEIRO SOBRE O JUDICIÁRIO,

SOBRE O EXECUTIVO E O LEGISLATIVO.

CORRUPTOS OU SEM CORAGEM?

Operação “Terra Prometida”:

Delegado da PF, juiz e procuradora

em MT que atuaram na operação

são ameaçados

terraprometida2

O delegado da Polícia Federal, Hércules Ferreira Sodré, o juiz federal de Diamantino, Fábio Fiorenza, e a procuradora da República, Ludmila Bortoleto Monteiro, foram ameaçados por telefone durante o final de semana. Os três atuam nas ações relacionadas à operação “Terra Prometida”, deflagrada no dia 27 de novembro para desarticular um grupo de produtores rurais acusado que atuar na compra, venda e exploração ilegal de lotes do Projeto de Assentamento de Itanhangá (458 km ao norte de Cuiabá).

Testemunhas também são ameaçadas desde a decisão do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1) que concedeu habeas corpus aos 34 presos durante o trabalho da Polícia Federal. Sodré relata que, na manhã de sábado, recebeu duas ligações de um mesmo número feitas ao seu celular pessoal. A primeira chamada não foi atendida. “Na segunda vez que o telefone tocou, eu atendi e mesmo sem falar nada, um homem disse que os cinco dias que tinha passado preso não ficariam assim”. A pessoa relatou ainda que sabia onde o delegado mora e ter conhecimento da rotina da família, finalizando que Sodré, o juiz e a procuradora “pagariam” pela prisão. Em seguida, o delegado retornou a ligação e uma senhora atendeu o telefone, apontando que era um “orelhão” de Itanhangá. A mulher não quis se identificar, mas relatou que o telefone público era utilizado momentos antes por um homem de motocicleta.

A Polícia Militar da cidade foi acionada e esteve no “orelhão”, onde constatou a existência de marcas de pneus de motocicleta no local. Tudo foi fotografado e fará parte do inquérito que vai apurar a ameaça contra os servidores federais. Os levantamentos iniciais, segundo o delegado, apontam que a ligação foi feita por um rapaz da cidade que tem envolvimento com assaltos a banco, na modalidade “Novo Cangaço”, na região norte de Mato Grosso. “Essa pessoa está agindo a mando de três fazendeiros citados na operação: Elio Faquinello, que está foragido, Holivar Bragar e o vice-prefeito de Itanhangá Rui Schenkel”. Sodré não descarta o envolvimento da sindicalista Ivete Pastein, que tinha forte ligação com uma mulher identificada como Solange, também envolvida com assaltos a banco e tia do suspeito. “Nas investigações, descobrimos que Ivete abrigava o assaltante em uma propriedade dela”.

http://www.nortaomt.com.br/operacao-terra-prometida-delegado-da-pf-juiz-e-procuradora-em-mt-que-atuaram-na-operacao-sao-ameacados/

PRESOS DE BEM? MESMO?

A MANIFESTAÇÃO CONTRA A OPERAÇÃO

TERRA PROMETIDA REVELA QUE

OS BANDIDOS RICOS FAZEM DE TUDO

PARA SE SAFAR. AMEAÇAM, SUBORNAM

E AINDA TEM ACÉFALOS QUE DEFENDEM

A MÁFIA DE PODEROSOS DA REGIÃO.

NA NOTÍCIA ABAIXO, MORTE NEM É

RELEVANTE PARA O VEREADOR.

JÁ ESTÁ ACOSTUMADO, NÃO É MESMO?

Vereador que lidera luta contra

‘Operação Terra Prometida’

é preso após confusão

22 de Dez. de 2014 às 09:03

O vereador Marcel Menezes Meurer (PMDB), presidente da Câmara Municipal de Itanhangá, foi preso neste final de semana após se envolver numa confusão com direito a bebedeira, atropelamento, depredação de prédio público e agressões.

O moço estava com um grupo que, após beber horrores, teria causado o atropelamento de três pessoas – causando uma morte. Não satisfeitos, ainda agrediram a equipe do Samu que foi prestar socorro às vítimas e tentaram destruir o prédio da Polícia Militar no município.

Esta não foi a primeira vez que Meurer protagoniza ocorrências policiais. Em junho ele já havia sido detido em Cuiabá, após agredir a irmã e também uma policial militar que fazia a segurança durante os jogos da Copa do Mundo.

Detalhe: Marcel Meurer é um dos líderes do movimento que protesta contra a atuação da Polícia Federal na ‘Operação Terra Prometida’, que investiga fraudes na distribuição de áreas destinadas à reforma agrária na região.

A julgar pelo histórico, o combate à grilagem não é o único motivo que leva o parlamentar a desejar que a Polícia Federal fique distante da região.

http://gazetamt.com.br/noticia/pessimo-exemplo-vereador-que-lidera-luta-contra-operacao-terra-prometida-e-preso-apos-confusao-e-beb/

CASO ANA CAROLINA

VAMOS AGUARDAR AS PROVAS,

E A COMPROVAÇÃO DA SEQUÊNCIA DOS

ACONTECIMENTOS. O CASO AINDA NÃO

ESTÁ TOTALMENTE SOLUCIONADO,

OU ESTÁ?

A PERGUNTA QUE FICA É?

SE FOSSE EMPRESÁRIO, SERIA SOLTO?

OU APRENDEMOS COM SANTO MARTINELLO?

PM prende acusado de

matar criança de 8 anos em Lucas

Por Redação em 30 de Dezembro de 2014 ás 12:04

A prisão aconteceu no final da manhã desta terça-feira, 30 de dezembro. As investigações da Polícia Civil chegaram ao suspeito, que desde então passou a ser procurado. Uma ligação telefônica denunciou à Polícia Militar que o homem estaria na Praça dos Migrantes, na região dos bancos, uma das mais movimentadas da cidade.

A guarnição comandada pelo Sargento João Batista foi ao local e o deteve, com base nas informações prestadas pela Polícia Civil e fotos do suspeito. Ele foi encaminhado ao Quartel da PM de Lucas do Rio Verde o boletim de ocorrência foi confeccionado, narrando a diligencia.

O acusado foi posteriormente encaminhado à Delegacia de Polícia Civil para que o trabalho investigativo tenha seqüencia. Ana Carolina Feitosa desapareceu em 18 de dezembro, da casa da avó no Bairro Veneza. Um corpo foi encontrado por pescadores no Rio Verde na tarde de sábado, 9 dias depois do sumiço da criança.

Um exame necroscópico contatou que era a menor desaparecida, mas o estado de decomposição do corpo dificultou o trabalho  policial.

http://www.leialucas.com.br/noticias/Policia/6948

MAIS UMA INFÂNCIA PERDIDA

ESTAMOS ACERTANDO A MAIORIA

DOS CRIMES QUE ACOMPANHAMOS,

NÃO VAMOS DAR UM CHUTE, BASEADO APENAS

NO QUE ESTÁ ESCRITO NA REPORTAGEM

E NO POUCO QUE TIVEMOS ACESSO.

CONTUDO É CONHECIDO E CERTO E, POR ISSO DEFENDEMOS AÇÃO INVESTIGATÓRIA

NAS ESCOLAS, QUE CRIANÇAS SÃO ABUSADAS, EM TROCA DE DINHEIRO.

MAS AÍ A PROMOTORIA NÃO MEXE, PREFERE

TIRAR CRIANÇAS POBRES DO QUE REALMENTE

ENFRENTAR O PROBLEMA DE FRENTE.

NESSE CASO, PARECE, SOMENTE ESTAMOS

DIZENDO PARECE QUE A AVÓ OFERECIA

A NETA PARA ABUSOS E ALGO DEU ERRADO.

ABSURDO? AQUI EM LUCAS JÁ TIVEMOS

AVÔ ABUSANDO DE NETA COM AJUDA DA AVÓ.

O QUE NÃO ENTENDEMOS. O RAPAZ FOI LIBERADO?

HOUVE MEDIÇÃO DOS ARRANHÕES, PARA

COMPARAR COM O TAMANHO DOS DEDOS DA CRIANÇA?

NÃO PEDIRAM PARA TIRAR OS ÓCULOS?

PROFESSORES DA ESCOLA ONDE ELA ESTUDAVA

FORAM OUVIDOS, PARA DETERMINAR COMPORTAMENTOS

ANORMAIS, QUE PODERIAM APONTAR ABUSOS?

ESTAMOS ACOMPANHANDO ESTE, COMO

TODOS OS OUTROS CASOS, PRINCIPALMENTE

QUANDO ENVOLVE CRIANÇAS.

Morte de Ana Carolina ainda

é um mistério para a Polícia

Por Redação em 29 de Dezembro de 2014 ás 14:30

anacarolina

De acordo com o delegado de Polícia Civil Bruno Abreu, são várias as frentes de investigação sobre o caso Ana Carolina. O corpo encontrado no sábado foi confirmado como sendo da menor, desaparecida nove dias antes.

Uma das hipóteses investigadas é que a menina fora agredida pela avó, conforme disse a irmã de Ana Carolina. “Antes de se despedir da irmã, a menor disse que a avó tinha batido a cabeça dela na parede. A irmã estava sonolenta, e cerca de 20 minutos depois ela acordou, perguntou a avó sobre Ana Carolina. A avó disse que a menina tinha saído, mas não disse pra onde”, disse o Delegado.

Outra linha é de que a menor possa ter sido abusada sexualmente por um indivíduo que estava na casa. “Ele estava sempre na casa, e no dia do desaparecimento da Ana Carolina ele estava lá. Ele ficou sem aparecer por alguns dias e quando voltou estava meio tímido, de óculos escuros e apresentava arranhões”, disse o Delegado.

Esse homem chegou a ser ouvido, mas foi liberado, mesmo assim, seu depoimento ainda é levado em consideração com o avanço dos trabalhos. Denúncias anônimas chegaram à Polícia dizendo que o homem teria levado a menina para a casa onde morava.

A Polícia esteve no local mas não encontrou evidencias da presença da menor. “Essas denúncias anônimas acabam não tendo muito peso, apesar de ajudar bastante. Seria interessante que esses denunciantes viessem à Delegacia e dessem maiores detalhes para ajudar na investigação, pois se trata da vida de uma criança”, disse o Delegado.

Na manhã desta segunda-feira, 29 de dezembro, a Polícia Civil recebeu outras imagens da empresa situada em frente à casa da avó de Ana Carolina. As imagens irão definir a que horas exatamente ela deixou a casa da avó, com quem saiu e qual o rumo tomado.

O delegado vê dificuldades na investigação pelo fato do corpo encontrado estar em avançado estado de putrefação. O trabalho da perícia técnica é essencial para definir se a causa da morte foi por espancamento, se houve violência sexual, ou ainda o afogamento.

http://www.leialucas.com.br/noticias/Policia/6937/

MARTELO? 2

ESSES CASINHOS MAMÃO COM AÇÚCAR

ATÉ NÓS RESOLVEMOS.

TINHA A VER COM CACHAÇA SIM.

QUE TAL TRABALHAR NOS CASOS

QUE ESTÃO SEM SOLUÇÃO?

HÁ CASOS COM MAIS DE UM ANO

SEM SOLUÇÃO, OUTROS COM MAIS

DE 6 MESES E……..NADA.

PELO MENOS AGORA TEMOS DELEGADOS

COM ALGUMA BOA VONTADE.

POUCA, MAS MELHOR DO QUE ANTES.  

Polícia Civil já sabe quem

matou homem em Lucas

Por Redação em 29 de Dezembro de 2014 ás 14:31

Depoimentos de uma vizinha levaram a Polícia a principal suspeita da morte de Loreno Taglione, na madrugada de domingo. O homem foi morto a golpes de faca e martelo na casa onde morava no Bairro Rio Verde.

Uma mulher que morava nos cômodos dos fundos da casa onde houve o crime é a suspeita de matar o homem. Vizinhos ouviram uma discussão em alto tom entre os dois, o que levanta a tese de um crime passional.

Várias embalagens de bebida alcoólica do tipo catuaba estavam espalhadas pela casa. Depois do fato, ela teria deixado a casa com algumas mochilas, deixando as chaves sobre alguns tijolos.

A linha investigada chegou a essa conclusão na tarde de segunda-feira, pouco mais de 24 horas do encontro do cadáver. “As primeiras 48 horas depois de um homicídio são essenciais para a elucidação do caso. É quando as evidências podem definir tanto os culpados quanto a causa da morte”, disse o Delegado. A equipe de plantão está a procura da acusada.

http://www.leialucas.com.br/noticias/Policia/6938/

AGORA A P…. FICOU SÉRIA.

MARTELADA NA CABEÇA É CRUEL.

BRIGA DE BAR?

CACHAÇA?

Homem é encontrado morto com

várias facadas e golpes

de martelo na cabeça

Crime ocorreu durante a madrugada deste domingo (28),

no Bairro Rio Verde. Corpo foi encontrado pela vizinhança

nas primeiras horas da manhã.

Publicado Domingo, 28 de Dezembro de 2014, às 11:05 | CenárioMT

esfaqueado
O corpo de um homem identificado como Loreno Antonio Pagline, de 55 anos, foi encontrado na manhã deste domingo (28) em uma residência na Rua Espirito Santo, no Bairro Rio Verde em Lucas do Rio Verde.
De acordo com a Polícia Técnica que está no local do ocorrido, a vítima levou algumas facadas e há sinais de ter levado marteladas na cabeça. O crime ocorreu durante a madrugada.
A polícia informou que ao lado da cama onde foi encontrado o corpo, foi localizado uma faca com o cabo quebrado e também um martelo cheio de sangue, o que levanta a hipótese de a vítima ter sido martelada e esfaqueada.
O corpo do homem estava sobre a cama e com várias roupas enroladas sobre a cabeça.
O homem morava sozinho e trabalhava em uma empresa terceirizada de limpeza urbana, ele foi encontrado por uma vizinha que ao chegar em sua residência se deparou com o corpo cheio de sangue e já sem vida. “Ele era uma pessoa calma, muito tranquila” disse uma sobrinha de Loreno.
Equipes da perícia e do Instituto Médico Legal (IML) de Sorriso estiveram no local. O assassinato será investigado pela Delegacia de Polícia.

LUCAS, CADA VEZ PIOR 2

DE ACORDO COM O COMANDANTE

DA POLÍCIA MILITAR, O TRÁFICO DE

DROGAS JÁ TINHA ACABADO.

O PROBLEMA SÃO OS

ADOLESCENTES OU OS POLÍTICOS

ENVOLVIDOS COM O TRÁFICO?

E SE TEMOS PROBLEMAS URGENTES,

QUEM EM CONSCIÊNCIA TRANQUILA

DESTINA 200 MIL PARA ENFEITES DE NATAL?

ALIÁS, POR 200 MIL

PODERIAM TER CAPRICHADO.

A POPULAÇÃO NÃO QUER ENFEITES,

QUER SOLUÇÕES.

OS 70 MILHÕES DESVIADOS

AO LONGO DOS ANOS,

PODERIAM TER TRANSFORMADO

A REALIDADE.

O ESFORÇO DE ESCOLA INTEGRAL,

PARQUE CULTURAL, E MUITAS

OUTRAS AÇÕES DO MUNICÍPIO

SÃO NOBRES.

O QUE NÃO ACEITAMOS É O FAZ

DE CONTA, A IMPUNIDADE DOS RICOS E PODEROSOS, ENQUANTO A

REALIDADE É DURA NA PORTA

DOS MAIS NECESSITADOS.

Mesmo combatido, tráfico disputa

espaço com moradores de Lucas

Por Redação em 26 de Dezembro de 2014 ás 05:54

tráficodedrogas

São pelo menos cinco pontos da cidade em que usuários e pequenos traficantes, vários deles menores, se posicionam de modo que possam abordar quem passa pelo local. É o que chamam de “pedágio”, e quem não entrega os pertences acaba agredido, se não conseguir correr.

Com essa conduta, os moradores acabam se sentindo inibidos com a presença da delinqüência tão perto de casa, e um dos reflexos é a desvalorização dos imóveis. Nos pontos ocupados pelo tráfico é praticamente impossível manter a limpeza das ruas, pois sobram embalagens plásticas de drogas, latas de bebidas e em alguns casos sofás velhos e roupas.

A insegurança aumenta a medida em que o relógio avança, pois é na  noite que começam as abordagens a quem vem do trabalho ou da escola, além das invasões a residências e estabelecimentos comerciais.

Há alguns dias a Polícia Militar foi acionada porque na Praça do Bairro Imperial havia um grupo de adolescentes “tomando conta” do local e estariam até cobrando para que as crianças pudessem utilizar os equipamentos instalados com o dinheiro dos impostos públicos. Na incursão feita ao local, até mesmo menores foram apreendidos.

Na região do cemitério, onde mais se pratica a cobrança do “pedágio”, é normal a presença de adolescentes. Foi ali  que recentemente a Polícia Civil apreendeu um menino com 12 anos que operava o tráfico, sendo o responsável pelo sustento da mãe, da avó e de irmãos menores com o movimento da comercialização de entorpecentes.

Histórias que chegam a chocar, mas fazem parte da realidade de Lucas do Rio Verde, e colocam famílias inteiras como reféns desses freqüentadores das esquinas do trafico, que existem em grande parte dos bairros. Na região do cemitério, no Bairro Jardim das Palmeiras, um terreno sem construção é um dos pontos de concentração de usuários e traficantes.

O movimento no local pode ser flagrado a qualquer hora do dia, e crianças da vizinhança acabam convivendo com essa situação. Vale lembrar que a maioria dos freqüentadores desses espaços é formada por jovens.

Autoridades policiais da cidade atribuem essa realidade a um desequilíbrio social, que expõe famílias inteiras, crianças vitimas do descaso, e a sociedade, que vive uma sensação de falta de segurança, com o crescimento dos índices de criminalidade.

http://www.leialucas.com.br/noticias/Seguranca/6922/

LUCAS, CADA VEZ PIOR

POPULAÇÃO NAS MÃOS DE BANDIDOS.

COMÉRCIO ASSALTADO A QUALQUER HORA,

POR CRIMINOSOS E PELO PODER PÚBLICO.

ASSALTOS NA RUA E CASAS.

FALTA DE POLICIAIS.

DELEGADOS DESPREPARADOS.

EXCESSO DE IMPOSTOS E TAXAS.

CORRUPÇÃO NA PREFEITURA.

SERVIDORES PÚBLICOS COM PRIVILÉGIOS

CÂMERAS SÓ DE FACHADA?

MINISTÉRIO PÚBLICO OMISSO PARA RICOS.

MINISTÉRIO PÚBLICO OPRESSOR PARA POBRES.

PROMOTORIA AGINDO FORA DA LEI. 

JUÍZES SEM ATITUDE E VONTADE.

BANDIDOS RICOS SOLTOS.

BANDIDOS POBRES MAL TRATADOS.

LUCAS, TÁ CADA VEZ MELHOR….

PARA QUEM?

PARA A ALTA CÚPULA CORRUPTA?

PARA OS CRIMINOSOS?

PARA OS TRAFICANTES? 

Ladrões roubam moto e

atiram na vítima em Lucas

Por Redação em 26 de Dezembro de 2014 ás 06:00

O assalto aconteceu na tarde de quarta-feira (24), quando o comércio apresentava um movimento que justificava a véspera de Natal. O proprietário da motocicleta Honda XRE 300 cilindradas, vermelha, com placa OAP 1221 havia saído de uma loja nas proximidades do PSF Central, na Avenida Mato Grosso, quando houve a abordagem.

O homem estava  com a filha adolescente quando dois indivíduos se aproximaram e anunciaram o roubo. Um deles estava armado com um revolver, que não fez questão de esconder, apesar do horário, cerca de 15:30hs.

A vítima ainda relutou em entregar a chave da motocicleta, mas os assaltantes estavam dispostos a concluir a ação. Quando a filha da vítima correu pedindo socorro, em estado de choque, o ladrão subiu na moto e fugiu pelo pátio do PSF Central. O proprietário da moto ainda tentou agredi-lo  com o capacete, mas nesse momento o comparsa disparou contra a vítima

A Polícia Militar realizou buscas com o intuito de localizar o veiculo, mas nada foi encontrado. A grande marca da ousadia nessa ação foi a disposição dos assaltantes em abordar uma vítima em um ponto onde havia muitas pessoas em compras. Além disso, o disparo feito contra o dono da moto mostra que os ladrões estavam dispostos a tudo para levar a moto.

http://www.leialucas.com.br/noticias/Lucas-do-rio-verde/6923/