ARQUIVAMENTO SUMÁRIO

CULPADO OU INOCENTE?

EM MEIO A TANTOS PROCESSOS

CONTRA A MESMA PESSOA,

NESSE NEM SABEREMOS,

POIS NENHUMA INVESTIGAÇÃO FOI FEITA.

CPI NÃO FOI ABERTA? NÃO SERIA MELHOR ESCLARECER?

COMO DISSE O EX-VEREADOR JILOIR (MANO):

“A Câmara é mais podre do que o Congresso Nacional”.  

Câmara arquiva criação de

CPI e aprova auxílio-alimentação

24 de Outubro de 2013 – 13:45

Na sessão da última segunda-feira (21), da Câmara de Lucas do Rio Verde, o presidente Airton Callai (PSD) anunciou o arquivamento dos requerimentos de criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar uma suposta cobrança de propina do prefeito Otaviano Pivetta (PDT). A denúncia foi feita por uma emissora de televisão local e gerou polêmica no município.

Uma gravação apresentada mostrava uma suposta negociação com o dono de uma construtora, onde o prefeito teria pedido cinco terrenos para liberar as obras de construção de uma via estruturante, dando sequência à Avenida Universitária. O prefeito negou o crime. O assunto foi amplamente discutido entre os membros da Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final, que emitiu parecer detalhando em seu relatório, não haver fundamento nos pedidos da instauração da CPI, manifestando pelo arquivamento dos dois requerimentos.

Os parlamentares, antes do polêmico assunto, aprovaram o Projeto de Lei nº. 81/2013, que institui o auxílio-alimentação aos servidores efetivos e ativos da Administração Pública Direta e Indireta do Município de Lucas do Rio Verde, ocupantes de cargos ou funções que se encontrarem em algumas condições. Dentre as apresentadas no projeto pelo Executivo está a remuneração mensal não ultrapassando o valor de R$ 1.190,03, que sejam submetidos à jornada de 40h semanais de trabalho ou mais, que em regime de acúmulo lícito, quando o duplo vínculo for exclusivamente com a Prefeitura, e totalizar a jornada de 40h semanais de trabalho. A concessão do auxílio-alimentação será feita sob a forma de distribuição de cartão magnético aos servidores ou de documentos para aquisição de gêneros alimentícios, ‘in natura’ ou preparados para consumo imediato, em estabelecimentos comerciais.

http://www.celeirodonorte.com.br/VerNoticia/9373/30

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s