DOIS PESOS DUAS MEDIDAS

A DENÚNCIA NEM FOI INVESTIGADA,

COMO VEREMOS NAS PRÓXIMAS PUBLICAÇÕES.

POBRE: CULPADO ATÉ QUE SE PROVE O CONTRÁRIO.

RICO: INOCENTE MESMO QUE SE PROVE O CONTRÁRIO.

Prefeito Otaviano Pivetta (PDT)

é acusado de extorquir empresário

Publicado em 17 Setembro 2013.

pivetta

O prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT), é acusado de cobrar propina ao dono de um loteamento na cidade. Conforme áudio veiculado nas televisões de Mato Grosso nesta semana.

No áudio, o prefeito teria pedido cinco lotes para liberar obras em um terreno. De acordo com a reportagem, o suposto pedido seria uma “gratificação” para o gestor. A emissora apresentou uma gravação de voz, onde Pivetta diz “só vamos acertar com alguém que vá fazer esta obra” e, em outro trecho, “é cinco lotes que vai dar”.

O empreendimento está sendo feito pelo empresário e ex-vereador Elder Biazus, em sociedade com o dono da terra. Ele estaria procurando Pivetta, desde o começo do ano, pedindo para que a prefeitura concedesse o alvará de construção do loteamento e fizesse a pavimentação da continuidade da avenida Universitária. Com a via asfaltada, o loteamento seria viabilizado comercialmente.

Em entrevista a um site da capital, o jornalista Rudy Roger, autor da denúncia, afirmou que a prefeitura fez obras de infraestrutura como saneamento e asfalto nas etapas 1, 2 e 3 do Passo das Emas, e que o homem que gravou a conversa com Pivetta solicitou o mesmo na etapa 5.

“É uma gravação de celular. Um senhor foi até o prefeito pedir apenas o que a própria lei já deixa claro. Ou seja, o Executivo tem obrigações de fazer benfeitorias nesses lotes. Porém, o que foi gravado é um pedido com impeditivo, caso não fosse atendido”, afirmou.

No áudio de 20 segundos, o prefeito faz parecer que só liberaria ou aprovaria as obras se houvesse a doação de terrenos.

Primeiro, ele afirma “agora, não vai ser pra prefeitura, vai ser pra… nós só vamo acertar com alguém que vá fazer essa obra”.

Em seguida, ele questiona: “Por isso? Por essa quantidade de lotes? Não vamo acertar… entende? É cinco lote que vai dar? Cinco! Tudo bem, cinco lote no máximo. Porque, se não concordar, nós vamo interdita a obra!” (sic).

Em entrevista, o prefeito negou que tenha pedido propina para dar alvará e asfaltar a via e argumentou que o asfaltamento no local não é de interesse social, mas dos investidores do loteamento que vão obter lucros com o negócio que tem.

http://www.bastidoresdopoder.com.br/cidades/prefeito-otaviano-pivetta-e-acusado-de-cobrar-propina/

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s